22 de jan de 2007

Origens


Aurélio pensava sobre as ações que vinham como respostas aos problemas. Essas ações seriam dali em diante chamadas de soluções. Reservaria o outro termo para as ações que surgissem espontaneamente, a partir de desejos e escolhas. Começava a rever muitas das coisas que havia vivido até então, separando-as entre soluções e ações. Essa atividade lhe proporcionava mesmo um certo prazer, por ter a impressão de que, com isso, começava a entender um pouco mais sobre seus caminhos. Foi quando percebeu que o grande amor da sua vida não passava de uma solução para um domingo sem palavras - e decidiu derrubar aquela teoria, que associava o valor das coisas às suas origens.

14 de jan de 2007

Sem valor


Cecília estava farta de sair com aquelas senhoras que nada faziam além de criticar vizinhas, antigas amigas e até desconhecidas. Estava muito cansada de ouvir palavras desdenhosas, que diminuiam o mundo e nada diziam sobre as senhoras. Trocaria sem pestanejar todo aquele falatório por uma frase que expusesse o que entre as coisas todas era importante e interessante para as senhoras. Queria entender porque elas deixavam de lado todo o resto e só falavam sobre o que julgavam errado e sem valor.