20 de dez de 2012

Cerco lavoro

salve, sono una ragazza rumena di 27 anni, bella presenza, cerco lavoro come cameriera/barista neii ristoranti italiani in Germania, preferibillmente al nord. ho avuto essperienza nell campo neii ristoranti in Inghillterra e Germania.

2 de set de 2012

novidade

Ingrid ficou surpresa e bem satisfeita ao conseguir uma vaga como atendente da lanchonete da rodoviária. O trabalho em si não lhe agradava muito, mas havia gostado do uniforme e das colegas de balcão. Mais do que tudo isso, o anúncio do jornal pedia "boa aparência" - coisa que, até então, ela estava certa de que não tinha.

1 de set de 2012

De mudança

Cátia estava de mudança para o Rio de Janeiro, deixando em sua cidade um namoro que já vingava há quatro anos. Não tinha sido fácil convencer o rapaz de que as coisas poderiam se ajeitar à distância - ela mesmo custava a acreditar. Na noite da despedida, os dois foram juntos até a rodoviária. Entre silêncios e lágrimas escondidas no banheiro, dividiram três cervejas e uma porção de fritas enquanto esperavam o horário de partida do ônibus.

20 de mai de 2012

10 de mai de 2012

Lindonésia

Mil miradas para se ver Lindonésia, com seus telhados, castelos, janelas e pessoas cerradas. Para que os gratos turistas imaginem o que foi um dia e nem de longe hoje é. Cuba mediterrânea, aprisionada em pesados passados, expostos como flores sem brilho. História de inquestionáveis equívocos, permanentes esperanças que, talvez, agora, se convertam em algo difícil de dizer. Por isso os murmúrios, as queixas ao telefone, entre todos os funcionários das lojas, que já não sabem se gostam ou detestam os turistas, prometidos salvadores e inquestionáveis testemunhas de uma angústia que os muros e os rostos da cidade não cessam de alardear.

9 de mai de 2012

Belina

Com alguns milhões de habitantes, Belina conservava o ar puro e um certo aspecto de cidade pequena, com passarinhos sempre prontos a abrir o bico. Maltrapilha se sustentava, sem muitos bancos, escritórios, indústrias e habitantes engravatados. Os demais levavam sempre suas bicicletas para passear à orla de algum rio ou canal, travando com os embriagados pedestres uma desapressada coreografia. Presente em diversos aspectos da sua marcante figura, a essência de Belina podia se organizar em uma simples frase: ninguém estava ali atrás dos cifrões que movem o resto do mundo.